quarta-feira, 29 de maio de 2013

INICIAÇÃO A COMUNIDADE CRISTÃ

DICA DE LIVRO:  Taí um livro que vale a pena nós adquirirmos. Pe. Roberto Nentwig tem estado a frente da catequese na Arquidiocese de Curitiba e tem feito um grande trabalho.

É dele as homilias dominicais que sempre publico aqui.


"Com alegria, anuncio a publicação do meu livro Iniciação à Comunidade Cristã. O texto é uma versão pastoral da minha dissertação de mestrado!"

Pe. Roberto Nentwig

SINOPSE:

O catecumenato é a iniciação de caráter litúrgico-catequético-moral, instituída pela Igreja dos primeiros séculos, com a finalidade de conduzir os adultos convertidos, por um processo amplo e organizado por etapas, para o encontro com Jesus Cristo pela adesão ao Reino de Deus e o ingresso na comunidade cristã; seu momento culminante é a celebração do rito batismal, seguido da Confirmação e do recebimento da Eucaristia. O catecumenato é um processo de iniciação à vida cristã, que tem como sujeito a comunidade eclesial.
A iniciação cristã é essencialmente iniciação à vida de fé no seio de uma comunidade de irmãos, inserida na sociedade. Este livro aborda a iniciação à vida cristã de adultos que se concretiza pelo processo catecumenal, tomando como sujeito a comunidade eclesial para gerar discípulos missionários.
Porém, como iniciar pessoas na vida cristã e na fé de uma comunidade eclesial, se esta não existe ou se encontra seriamente deficitária? Esta obra propõe uma saída: por um lado, a paróquia precisa inserir o processo catecumenal no seio da pastoral orgânica e de conjunto, para que o catecumenato não se reduza a um grupo de formação, em torno a si mesmo; e por outro, que o catecumenato também busque se inserir na pastoral orgânica e de conjunto e, assim, contribua com a vivência da fé em comunidade, o que implica a criação de pequenas comunidades.

VOCÊ ENCONTRA NAS LIVRARIAS CATÓLICA E TAMBÉM PELA INTERNET NO LINK:

LIVRARIAS PAULINAS

segunda-feira, 20 de maio de 2013

KIT MISSA... para trabalhar a Missa com as crianças




OBJETIVO: Valorizar a participação dos catequizandos na celebração dominical dando um caráter de “viagem” para estar num grande evento. Para isso precisamos arrumar as “malas”, nossa bagagem, e nela colocar um kit de “gêneros de primeira necessidade”, neste caso, nosso “KIT MISSA”.

MATERIAL: Preparar um “kit” que pode ser numa caixa de sapato, numa caixa de papel reciclado ou qualquer outro tipo de caixa, para cada catequizando. Decorar a caixa colocando o título “Domingo é Dia!”.
Preparar um “convite”.

1º PASSO:
Entregar aos catequizandos o “Convite”. Explicar o conteúdo do texto. Reforçar que é um convite especial, para uma festa dos batizados, é uma honra! Deus é quem convida, é um direito nosso de participar, mais do que um dever, é um privilégio!

CONTEÚDO DO CONVITE:

Convite a uma pessoa muito especial!

Ao ser batizado, você passou a fazer parte da Família Igreja, como Profeta, Sacerdote e Rei.
Graças a isso, você pode participar da grande festa da EUCARISTIA: a Missa!
Onde celebramos a memória do Mistério Pascal lembrando do grande sacrifício que Jesus fez por todos nós.
Esperamos você!!!

DATA: Domingo, “Dia do Senhor”.
Hora: 09h30
Local: Paróquia Nossa Sra Rainha dos Apóstolos.
Traje: de festa, domingueiro (aproveitar a oportunidade e explicar como deve ser nosso “traje” de missa).
Obs.: Não esqueça sua BAGAGEM!
Com carinho...

DEUS

2º PASSO

Entregar os Kits pedindo para não abrir, explicar que faremos a “conferência da bagagem” juntos, aos poucos, peça por peça.

- 1ª PEÇA – BONECO DE PAPEL

Abrir o Kit e pedir para cada um tirar a gravura que tem nele (um boneco para os meninos e uma boneca para as meninas, pode ser, inclusive aqueles bonequinhos de papel que se coloca roupa também de papel, assim eles vão se vestindo e preparando para a “Festa”).
- Assim que vocês aceitaram o convite, ainda se aprontando em casa, a missa já começou. Começou com o seu “sim” ao convite. Vocês aceitaram participar junto com Jesus, trazendo a sua vida, suas preocupações, seus problemas, suas limitações, suas alegrias, seus... Tudo!
Olhe então para o seu boneco(a) e pense pelo menos em três dessas preocupações ou alegrias, algo que marque você, e pense em como você está nesse momento da ida à Missa.

- 2ª PEÇA – FLOR

Mas o que vamos fazer na missa, quais os pontos essenciais? Procurem no Kit uma flor. Ela tem 4 pétalas. Vamos ler o que está escrito... No miolo temos JESUS!
Isso porque tudo que fazemos na missa é com Jesus, pois é Ele que se oferece por nós e nós vamos como se fosse de carona.

Quem lembra uma frase, música, ou quando é que nós fazemos cada item dessa flor?
Deixar falar, ajudando a lembrar... Por exemplo:
“Nós vos louvamos, vos bendizemos”... (louvar)
“Santo, Santo, Santo... Deus do Universo”... (louvar)
Na oração do Pai Nosso... (dos fiéis). Quantos pedidos de ajuda, de perdão!
“Nós vos damos graças”... (agradecer).

Enfim, essa flor resume o sentido das nossas ações e orações na missa, sempre junto com Jesus (o centro).

OBS: A flor pode já ser bonita e colorida ou ainda pode se pedir às crianças para colorir.

Frases da flor: Jesus no centro e em cada pétala: pedir perdão, pedir ajuda, louvar, agradecer.

- 3ª PEÇA – CORAÇÃO

O que devemos ter dentro de nós para a missa ter valor? Procurem no Kit.
(Eles deverão localizar o “coração”, que pode ser de pirulito, uma bala de goma em forma de coração ou um coração de papel recortado).
Explicar: sobre o amor no coração, o sentido do encontro entre irmãos para partilhar do mesmo pão... Que devemos ter muito amor no coração.

- 4ª PEÇA – BÍBLIA

Mas se nós não acreditarmos que Jesus realmente se transforma em alimento, que na hóstia recebemos o corpo de Cristo, a missa não tem valor...
O que é necessário então, para a missa valer realmente para cada um de nós?
Eles procuram no Kit e acharão o que simboliza a Fé (uma Bíblia ou um cartão simbolizando a Bíblia e dentro dele está escrito FÉ).
Fé é adesão a Cristo, é vestir a camisa do time dele, é estar na pele dele, sendo outro Cristo. É acreditar na Palavra e vivê-la.

- 5ª PEÇA – PÃO

Simbolizando o nosso trabalho, oferecemos também na missa algo material. O que seria aí dentro do Kit? Jesus sabe que temos um corpo que necessita ser alimentado, que não somos feitos de fumaça, portanto disse: “Tomai e comei”. Ele se oferece a nós como alimento, sustento. (Colocar um pequeno pãozinho no kit).

- 6ª PEÇA – DOCE

Qual o resultado da missa? Que efeitos ela produz? Vamos achar no Kit.
(Pode ser um doce: bis, pirulito, bala, o que preferir).
Vamos adoçar a vida em casa, na escola, dos que convivem conosco. Tornando melhor nosso relacionamento, com mais tolerância, compreensão, amizade, etc.
Pode-se colocar também um cartão com uma mensagem. Por exemplo: “Vamos trabalhar na obra de Deus!”, ou outro que fale sobre nos colocarmos a disposição de Deus.

ENCERRARAMENTO – BEXIGA

A missa sempre nos transforma, nos “enche” de Deus, de esperança, alegria, felicidades...  Pode-se colocar uma bexiga para encher demonstrando que saímos da missa mais leves, mais alegres, transmitindo que estamos cheios da graça de Deus.

O QUE DEVEMOS LEVAR ENTÃO EM NOSSO “KIT” PARA A MISSA?

- Nossa “pessoa”, nossa disposição e nossa alegria;
- Nossos pedidos de perdão e o sentimento de que Ele é nosso pai e tudo fará para nos ajudar naquilo que necessitamos; nosso louvor e agradecimento a Deus por meio das nossas orações;
- Nosso amor pela vida, pela vida dos nossos irmãos;
- Nosso agradecimento pelos frutos do nosso trabalho e solidariedade dividindo o que temos com nossos irmãos, nosso gesto de partilha;
- Nosso conhecimento de que o que celebramos precisamos levar para nossa vida. Levar o amor de Jesus a todos os lugares para onde vamos;
- A certeza de que celebrando nos tornamos pessoas melhores, cheios da Graça de Deus, leves e cheios de esperança!

PARA ISSO E POR ISSO, CELEBRAMOS!

 OBS.: As figuras são só sugestivas, o catequista pode usar sua criatividade para enriquecer o conteúdo do Kit.


Helena Okano com adaptações de Ângela Rocha
(baseado em “Liturgia, de Coração”, de Yone Buyst - Ed. Vozes).

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Mãe, conte comigo...



Mãe,

Quero hoje dizer a você que pode sempre contar comigo...

Conte comigo, mesmo sem contar a mim tanta coisa que lhe pesa no coração, que lhe amargura e resseca o fundo d'alma.
Conte, nas horas mais abandonadas da sua vida, quando o olhar, vagando em derredor, só divisar deserto e não houver mais ninguém.
Conte comigo, mesmo sem vontade de contar com ninguém ou certa de que não vale a pena contar com mais ninguém, nesta vida.
Conte comigo, devagarinho, deixando que a boa vontade vá dizendo, sem nada forçar, à medida em que acreditar.
Conte, durante as agonias, que, de um tempo para cá, parecem não deixam em paz seu cansado coração, pois o bom da vida consiste em ter alguém com quem contar.
Conte, nas horas inesperadas, quando as tempestades despregam repentinas e tombam por cima da sua cabeça triste.
Conte comigo, para reaprender a cantar, durante a vida, e a viver de serenas e pequeninas felicidades.
Conte comigo, para eu ajudá-la a ter rosto bom e quieto, ao menos na presença dos filhinhos menores, que vivem dos seus sorrisos.
Conte, para auxiliá-la no amargo carregamento da cruz.
Conte comigo, para ficar sabendo, de experiência, que há na vida muita coisa linda, coisa escondida, prêmio de quem se venceu na dor.
Conte, para triunfar, no ritmo vagaroso do dever, na cadência da paz diária, aprendendo a teimar com as teimas da vida madrasta.
Conte, que são largos os caminhos da vida, esperando os passos duplos de duas pessoas que vão, na direção da conversa.
Conte comigo, para quando não tiver mais forças, saber olhar ao alto, buscando a face de um Pai.
Conte, mesmo para não se entregar aos desânimos e desencantos, de quem anda cheia da vida, do começo ao fim.
Conte comigo, que venceremos juntos, como o anjo da guarda com seu pupilo.
Conte, que a vida tem ser bela, criando nós as belezas, de dentro para fora, obrigação do coração, missão da Fé.
Conte comigo, conte sempre, teimando com você mesma, que não quer saber de mais nada, ofendida que foi, descrente que anda.
Conte quando, olhando para frente, não sente vontade de andar; olhando para trás, tem medo do caminho que andou.
Conte comigo, sabendo do valor e beleza de cada passo seu, de cada dia da vida, de cada hora dentro de cada dia.
Conte, conte mesmo, sabendo que Deus te deu a missão de me fazer acreditar que sempre, sempre vou poder contar COM VOCÊ em todos esses momentos da minha vida! Pois, coração nenhum se encontra desacompanhado quando entre eles se pronuncia a palavra MÃE!

Ângela Rocha
(Texto adaptado)

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Bolsas Pedagogia - O que ando fazendo...

O que faço nas horas "vagas"... e nas "não vagas" também...


Modelos com zíper R$ 35,00 + despesas de correio.
Modelo sacola R$ 30,00 + despesas de correio.
Encomendas pelo e-mail: angprr@uol.com.br