quarta-feira, 16 de julho de 2014

Fazendo Pão de Bafo... (Tampf Kleis)

Uma das coisas que faz parte dos meus domingos é assistir o Globo Rural...
Não porque eu me interesse, mas, porque meu marido é madrugador e desde as seis da manhã assiste TV... rsrsrrsr...
E foi numa destas manhãs que me interessei por uma reportagem feita numa pequena comunidade de descendentes de alemães do município de Palmeira -Pr.
Tratava-se de uma festa numa pequena capela da comunidade, e o prato era:  PÃO DE BAFO!  

Tampf kleis em alemão, o prato simplesmente é de dar água na boca... e feito naqueles panelões de igreja então? Nossa! Eu precisava experimentar. E como é um prato que se faz para muitas pessoas, sempre faço quando a família toda se reúne. Da última vez foram 4 panelas grandes de pão!

E, em homenagem à vitória alemã na Copa, aí vai a receita:

PÃO:
Uma receita de pão normal (2 Kg de trigo rendem 24 pãezinhos).
Amassar o pão deixar crescer a massa, modelar as “bolinhas” e deixar crescer novamente.



CARNES:
500 gr de pernil de porco (sem pele e osso) cortado em cubos
500 gr de linguiça calabresa
200 gr de lombinho defumado
200 gr de bacon
01 cebola cortada em cubos
2 dentes de alho moídos
4 tomates cortados em cubinhos
Fritar tudo com 01 colher de azeite (primeiro o bacon e depois as demais carnes)
(Cheio verde a gosto, não coloco sal nem pimenta, pois a calabresa se encarrega desta parte).

MONTAGEM:
Depois de pronto as carnes, acrescente à panela, repolho cru cortado grosseiramente, para fazer uma espécie de “cama” para receber os pães já crescidos.




Depois de colocados os pães sobre o repolho, coloque um pano de prato sob a tampa, não é necessário acrescentar água o repolho solta o necessário para o vapor.
Pães depois de prontos (ficam branquinhos mas estão bem cozidos).
Tempo de cozimento: 35 min., mais ou menos.

(Eu mostrei somente uma panela, mas fiz em três, minhas panelas são grandes, mas, nem de longe são iguais as da Igreja... rsrsr)



Para acompanhar o Tampf Kleis, pepino azedo e mostarda.



* Receitas da Ângela: Este é um prato que copiei dos descendentes de alemães no Paraná.



2 comentários: