quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

É bom ser velho... ou será que bom é ler mensagens e correntes de e-mail?

Vou contar algo pra vocês que, na verdade, não é nada de novo.

Normalmente, correntes e mensagens anexas aos e-mails me irritam. Deleto tudo antes mesmo de ler. Hum... Agora vocês meus amigos vão pensar: “Nossa! E mandei aquilo achando que ela ia gostar!”.  
Isso. Podem me dar aos cachorros. Eu mereço. Mas, de ora em diante, substituam tudo por uma frase: EU TE AMO! Vou gostar tanto quanto da música e das imagens mais belas que vocês já viram na vida... (e que vocês acreditam que estão todas condensadas neste ou naquele powerpoint!).

Agora vou me redimir um pouco falando de uma mensagem que recebi... e LI.Uma corrente. Daquelas que prometem um retorno “maravilhoso”... (Qual!?!? Sei lá...). 

Chama-se “Gosto de envelhecer”. Pois bem, como ela estava no corpo da mensagem e não no anexo, acabei lendo. E, como sempre, também não tem autor. Mas achei que merece um comentário.

Primeiro que ela fala do quão maravilhoso é ser velho. E apesar do que se possa lembrar: dores, remédios, fraldas, amnésia, invisibilidade... (que a mensagem NÃO LEMBRA), parece que a velhice é simplesmente fantástica! Sim! É maravilhoso ser velho porque não precisamos mais nos importar com o que os outros pensam! E a mensagem desfila uma série de coisas que se pode fazer... Só esqueceram de mencionar que se pode andar de ônibus de graça e que não é preciso enfrentar mais nenhuma fila.

Ao longo da mensagem, fui entendendo o raciocínio do autor ou autora (apesar de achar que ele ou ela estão assim, assim... meio senil, quem sabe?). De fato, ao longo do tempo vamos nos tornando mais “amigos” de nós mesmos. E nos damos o direito de aceitar nossas excentricidades. Já não tem mais muita gente que possa nos proibir de fazer alguma coisa ou nos censurar. Assim a gente pode se vestir do jeito que quiser e ter em nossas casas os badulaques que acharmos que devemos.

E que somos esquecidos às vezes... Mas é normal ser esquecido. A gente só se recorda daquilo que é “importante pra gente”.
E que nosso coração se parte. E que é impossível não se partir porque as pessoas que amamos morrem, nossos animais de estimação morrem... Mas um coração que não sofre não sabe a alegria de ser imperfeito. Nessa fiquei a ver navios. Até que ponto ser imperfeito é bom?


E é bom comer sobremesa todo dia se tiver vontade!

E conforme você envelhece, fica mais fácil ser positivo. Não se questiona mais as próprias ações. Ganha-se o direito de estar errado. E, claro, com a velhice, vem a sabedoria! Tomamos (finalmente), consciência de que podem rir a vontade da gente. Todo mundo fica velho e morre ou, morre sem ficar velho, o que é triste da mesma forma. Por que esquentar a cabeça?

Precisamos nos convencer do quanto seremos abençoados se nossos cabelos ficarem brancos e se nossas rugas estiverem ali pelo monte de risadas que demos durante a vida. E essa vida será muito melhor se nos convencermos de que não adianta lamentar o que poderia ter sido e se preocupar com aquilo que ainda será.

Depois de ler tudo isso, fiquei me perguntando: Por que será que é preciso FICAR VELHO pra se convencer destas coisas?

E fiz algo ainda mais temerário: Fiz o que pediram e mandei pra sete amigos! O retorno? Não vou contar não! Ninguém me contou...

Beijão a todos

Angela Rocha

2 comentários:

  1. Olá Angela! Realmente ...rsrsrs.
    Seu blog tá muito legal, parabéns pelo trabalho que desenvolve aqui.

    Grande abraço na Paz e no Amor de Cristo,

    Reinaldo
    Paróquia São Pedro e São Paulo
    pspedrogpuava.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. As pessoas falam da velhice mas não sabem o que é realmente ser velho na íntegra da palavra. Conviva com uma pessoa realmente idosa para saber o que significa de verdade "ficar velho".
    Leia " a mulher e a velhice " de Pe. Fábio de melo e terá uma noção . Um texto bem realista do significa ficar velha ou velho.
    Abcs. O blog como sempre está bombando. Parabéns!

    ResponderExcluir